Que tal ir além do vegetarianismo, além do tapetinho e praticar yoga na cozinha? Sim, é possível. E nós vamos dizer como.

Yoga é crescimento, autoconhecimento e também amor. Praticar yoga é colocar em prática o amor e a devoção que há em nós, não só durante as aulas, mas em todas as nossas atividades, incluindo o ato de cozinhar!

Venha aprender com nossa Pousada em Aiuruoca – Reserva Ecológica Canto do Papagaio dicas práticas sobre espiritualidade e culinária.

Yoga na cozinha com amor

 

Queremos lhe propor um exercício. Vamos lhe passar duas receitas maravilhosas, especialidades do Bistrô de nossa Pousada em Aiuruoca, para que você experimente devoção a Deus com a culinária certa.

Comece anotando a receita, sinta porque ela se tornou atrativa para você e qual será o momento que você vai reservar para prepará-la em silêncio, em meditação. Então, pesquise os ingredientes e não conte para ninguém. Guarde consigo esta intenção de preparar não só um simples prato saboroso, mas, sim, uma oferenda. Uma oferenda de amor a Deus.

A cozinha está limpa, você também. E tudo está pronto para começar. Você dispensou ajuda porque esta é uma experiência e você quer sentir na sua totalidade quais serão os efeitos dela. Sem interrupções, sem opiniões. O yoga começou.

 

Tornando o alimento em uma oferenda a Deus

 

Enquanto a receita se torna realidade, você começa a direcionar seus pensamentos para quem vai prová-la primeiro. De repente, compreende que esta pessoa não pode ser outra a não ser o próprio Deus. Afinal, é graças a Ele que todos estes legumes, frutas, temperos e hortaliças existem e estão diante de você.

É graças a Ele que você pode enxergar os ingredientes, respirar o aroma, tocar o frio e o quente, refletir na alma e na sua fome do verdadeiro yoga, o yoga do amor, do restabelecimento de uma relação íntima com Deus. Isso é bhakti-yoga.

A Suprema Personalidade de Deus é a mais benevolente e também a mais pura. Para Ele, vamos oferecer o que há de melhor. Então você mergulha ainda mais neste mar de pensamentos, onde flutua uma intenção genuína de tentar agradá-Lo.

Todo cuidado é pouco. Cuidado para não queimar ou endurecer demais. E é importante lembrar que não experimentamos o alimento antes de oferecê-lo a Deus. Trata-se de uma tradição milenar, originária das escrituras védicas, que nos instruem amorosamente sobre esta prática de yoga do servir a Deus, colocando como prioridade o prazer Supremo e não o nosso.

O perfume está no ar, está pronto. Então, é hora de servir. Mãos postas, olhos fechados e uma oração simples e sincera, que vem do coração. Exemplo?

“Senhor, humildemente ofereço este alimento sob Seus pés de lótus, pedindo perdão por qualquer ofensa. Por favor, aceite e permita-me servi-Lo, pois sou Seu devoto e benquerente.”

Hare Krishna Hare Krishna Krishna Krishna Hare Hare

Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

 

Provando um gosto superior

Depois de aguardar alguns minutos uma gratidão enorme inunda a sua consciência e, então, vem aquele sentimento de “dever cumprido”. Todos apreciarão, pois agora este alimento se tornou prasada, misericórdia.

Este alimento vai nutrir a alma daqueles que o provarem, pois está envolto na energia do amor de Deus por nós e de Sua infinita generosidade.

Em nossa Pousada em Aiuruoca todos meditam dessa forma ao preparar os alimentos. Agora você já sabe a diferença, pois existe um gosto superior ali, algo que não se pode explicar, mas apenas saborear e agradecer. Agradecer muito e compartilhar.

Para praticar yoga na cozinha, queremos compartilhar receitas com você, começando pelo purê rústico e pela salada quente do Canto do Papagaio. É só ficar de olho em nossas postagens e não desistir de que cada movimento em sua vida pode ser uma oferenda maravilhosa, uma contribuição para iluminar a vida das pessoas e, consequentemente, a sua também!

Enquanto isso, por aqui, fica só o gostinho superior da saudade de todos vocês. Em breve estaremos juntos em yoga, sem tapetinho e na cozinha.