Qual seria a relação entre Beatles e o Movimento Hare Krishna?

Como a banda de rock mais famosa do mundo se relaciona com o yoga da devoção, dica de livro e um empurrãozinho para o cultivo de vida espiritual é o que você descobrirá nestas linhas que nossa Pousada em Aiuruoca – Reserva Ecológica Canto do Papagaio gentilmente preparou.

O começo de tudo entre os Beatles e o Movimento Hare Krishna

A década de 60 marca o início do Movimento Hare Krishna no Ocidente e a criação do nome oficial da banda The Beatles. Pouco tempo após a chegada de nosso mestre espiritual, Śrīla Prabhupāda, nos Estados Unidos, o mahā-mantra Hare Kṛishṇa tornou-se bastante conhecido.

E isso aconteceu não só pelo poder de sua vibração, mas também pelo poder de quem o apresentava para o mundo.
Śrīla Prabhupāda abriu muitos templos num período curto de tempo. E um deles foi especial: o Bhaktivedanta Manor, localizado na Inglaterra. Afinal, a doação desta imensa propriedade foi realizada por ninguém menos do que George Harrison.

Como os Beatles e o Movimento Hare Krishna se apoiaram

O sucesso de John Lennon, Ringo Starr, Paul McCartney e George Harrison era inevitável devido ao estilo revolucionário que os jovens músicos trouxeram com sua banda de rock, com canções de letras marcantes, contestadoras e incríveis efeitos de guitarra.

Do rock ao folk rock. E do folk rock ao rock psicodélico. Assim, The Beatles vendeu bilhões de discos em todo o mundo e inspiraram ideais progressistas que influenciaram revoluções sociais e culturais de sua época.
Da mesma forma, o Movimento Hare Krishna tornava-se cada vez mais popular e atrativo. Muitos jovens já percebiam que algo faltava em suas vidas, que as respostas para suas perguntas não eram respondidas na sua totalidade.
Então, uma singular contribuição para o Movimento Hare Krishna aconteceu por parte dos Beatles, voltada para a propagação do valioso conhecimento védico, através do apoio dado especialmente por John Lennon e George Harrison ao fundador da ISKCON (International Society for Krishna Counsciousness), Śrīla Prabhupāda.
Assim, ao chegar no ocidente, Prabhupāda não conhecia quase ninguém, muito menos pessoas tão famosas como os Beatles.

George Harrison e John Lennon haviam conseguido um disco gravado por Prabhupāda durante a primeira visita que fizeram à Índia nos anos 60. George estava animado para se aprofundar nos ensinamentos da cultura indiana.
Enquanto Prabhupāda levava adiante o grande plano de fundar um templo em Londres, os devotos que o apoiavam por diversas vezes tentaram contato com os Beatles para apresentar o maha mantra Hare Krishna.

Um encontro na Apple Records entre George e um discípulo de Prabhupāda deu início a uma longa e forte relação de amizade.

Discos, prefácios de livros e doações de propriedades

Foram discos gravados, prefácios de livros, doações de propriedades e ensinamentos especiais registrados em títulos que adoramos aqui em nossa Pousada em Aiuruoca.

Destaque para “Em busca da liberação”, de 1981, no qual estão registradas conversas entre George, John, Yoko e Prabhupāda.

“Cante e Seja Feliz”, livro baseado nos ensinamentos de Prabhupāda e na história do mahā-mantra Hare Krishna, com uma entrevista de George Harrison na qual ele expressou sua relação com a consciência de Krishna, o cantar do mantra, sua associação com Prabhupāda e diversos assuntos relacionados à filosofia védica.

A fórmula da paz

A relação entre Beatles e o Movimento Hare Krishna é, de fato, inspiradora, pois resultou não só no avanço de espiritual de muitas pessoas, como também na propagação do conhecimento através de livros muito interessantes.

E um desses livros para nossa Pousada em Aiuruoca é deveras especial para as próximas semanas.
O título “A Fórmula da Paz” será explorado em nossas próximas postagens com trechos e comentários que apresentam as ideias de George Harrison a respeito de sua visão sobre a fascinante filosofia de bhakti-yoga (yoga da devoção) e suas músicas maravilhosas.
Afinal, todos já devem ter escutado singles como “Me sweet Lord”, que representa um belo resultado da prática de bhakti-yoga de George Harrison, realizada com afinco para deixar um grande exemplo para o mundo de talento, generosidade e espiritualidade.

Queremos paz?

“Se você quer paz, é preciso mudar sua consciência pelo simples processo de cantar o santo nome de Deus”. Estas foram palavras de Prabhupāda, que marcaram o processo de autoconhecimento de George Harrison enquanto esteve em contato com o Movimento Hare Krishna.
Inclusive, vários devotos se aproximaram também do casal Yoko Ono e John Lennon, conversando sobre paz mundial e autorrealização. Mulheres vestidas de sáris gravaram na época ao lado deles: “Deem uma chance à paz”.
Portanto, recomendamos a leitura deste livro especial, cujas palavras inspiradoras de George Harrison a Mukunda Goswami, em 1982, ressoam atuais mesmo para aqueles que ainda não conheceram o poder de tornar nossas vidas uma oferenda de amor a Deus.